Spatz3 - Balão Intragástrico Ajustável

Dicas para cardápio de dieta pastosa no pós-cirúrgico

Voiced by Amazon Polly

Pacientes que passam por cirurgia no sistema digestivo devem ter alguns cuidados especiais. Principalmente em relação à alimentação, para que o resultado pós-cirúrgico seja satisfatório. Uma das etapas de adaptação alimentar para quem se submete à gastroplastia, por exemplo, é a dieta pós-cirúrgica pastosa. Durante as primeiras semanas, é indicado que a dieta seja líquida, passando gradativamente para uma dieta pastosa. Esse tipo de alimentação é indicado, por conta de sua consistência mole, que facilita o processo de digestão.

Para ajudar no processo de alimentação no período pós-cirúrgico, separamos algumas dicas importantes para que você aproveite o máximo da dieta pastosa.

Alimentos permitidos

Basicamente, os alimentos permitidos durante a fase de dieta pastosa, são aqueles que possam virar purê, serem amassados ou liquidificados. Normalmente, a dieta tem melhor aceitação quando preparada e oferecida separadamente, ao invés de ter os alimentos misturados.

Algumas boas opções para um cardápio nutricionalmente completo, porém com uma consistência mais mole, indicada na dieta pastosa, são:

  • Vegetais cozidos, amassados ou em forma de purê
  • Sopas de vegetais cozidos e batidos, com frango ou carne
  • Caldos de feijão, lentilha coados
  • Papa de arroz ou macarrão
  • Ovos mexidos
  • Iogurte com baixo teor de gordura
  • Frutas amassadas ou batidas
  • Proteínas animais: batidas, desfiadas ou moídas
  • Mingaus
  • Vitaminas (devem ser coadas)
  • Água, chás, sucos naturais (coados)

Alimentos que devem ser evitados na dieta

Assim como alguns alimentos são permitidos na fase da dieta pastosa, aqueles que não apresentam boa digestibilidade devem ser evitados:

  • Pães, massas, arroz e biscoitos integrais
  • Alimentos industrializados
  • Alimentos ricos em açúcar
  • Alimentos fibrosos, bagaços, cascas de alimentos
  • Oleaginosas em todas as formas (in natura ou cremes/pastas)
  • Bebidas com gás,
  • Bebidas alcoólicas,
  • Verduras e legumes crus
  • Frituras

Mas afinal, como eu devo montar meu prato?

Uma das indicações é montar sua refeição com pelo menos três grupos alimentares: carboidratos, proteínas e vegetais, sempre em consistência de purê. No café da manhã, um mingau de aveia ou uma papa de fruta cozida, podem ser bons aliados para o desjejum na fase de dieta pastosa. Já para as refeições principais, um frango desfiado e batido com um purê de batata e creme de espinafre são ótimas opções. Para os lanches, aproveite as vitaminas: escolha a fruta de sua preferência e bata com leite ou iogurte desnatado.

Vale lembrar que mesmo tendo uma consistência diferente da de costume, ter uma variação de cores nas refeições, garante uma dieta pastosa mais rica em nutrientes.

Mas quando eu voltarei a me alimentar normalmente?

Não há protocolo, cada caso é um caso, e seguir à risca todas as recomendações médicas garantirá que sua recuperação ocorra dentro do esperado. O importante é respeitar os prazos e determinações referentes a cada fase de adequação alimentar. Outro fator que não deve ser esquecido é que todas as orientações sobre a quantidade e alimentos a serem ingeridos durante a dieta devem ser passadas pelo seu médico junto ao nutricionista.

Emagreça com o Balão Spatz

Saiba que além da cirurgia, existem outras opções para emagrecer de maneira saudável. Uma das mais procuradas por pacientes com sobrepeso é a colocação do balão gástrico. Você conhece esse procedimento? Sem necessidade de hospitalização, o procedimento de colocação do balão gástrico ocorrem de forma ambulatorial e em apenas 20 minutos. Entre as opções de balão gástrico, destaca-se o Spatz 3, único com sistema ajustável, com permanência de até doze meses no estômago do paciente e que apresenta os melhores índices de sucesso no tratamento.

Descubra o passo a passo do procedimento aqui.

Quem pode usar o Balão Spatz 3?

Antes de optar pelo uso do Balão Intragástrico o paciente deverá fazer uma avaliação médica e ver se possui alguma contraindicação. Em alguns casos a colocação não é recomendada, como, por exemplo, em pessoas que sofram de úlcera péptica, hérnia hiatal significativa, passado de cirurgia gástrica, problemas de coagulação, esofagite grave, uso crônico de anti-inflamatórios e alcoolismo  Daí a importância de se realizar exames laboratoriais e uma endoscopia prévia.

A colocação do Balão Intragástrico é recomendada para pacientes que possuem IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 27kg/m². Porém, o procedimento também é feito em casos de pacientes com IMC entre 30kg/m² e 35kg/m². Não existe ainda uma idade mínima ou máxima estabelecida que impeça o procedimento de balão. 

Caso o seu IMC esteja realmente acima, é importante se consultar com um médico que avalie o caso para recomendar ou não o tratamento com o balão intragástrico, que serve como um estímulo para o emagrecimento e, associado à reeducação alimentar, pode oferecer resultados surpreendentemente rápidos e de longo prazo.

O que é o balão gástrico?

O balão gástrico foi desenvolvido para oferecer uma alternativa para o combate à obesidade. Um tratamento menos invasivo que a cirurgia bariátrica, portanto mais seguro. O balão gástrico é basicamente um dispositivo de silicone cirúrgico para ser introduzido no estômago. 

Desenvolvido para diminuir a capacidade de reserva do estômago e produzir uma sensação de saciedade precoce. Deste modo, o balão intragástrico contribui para o emagrecimento através de uma menor ingestão de alimentos.

O que é o balão ajustável e quais suas vantagens?

O sistema exclusivo de ajuste de volume é um dos principais diferenciais do balão intragástrico Spatz 3. Isto porque o balão ajustável possui uma tecnologia que permite ao médico controlar o volume do dispositivo quantas vezes forem necessárias ao longo de todo tratamento.

Aumentar o volume do balão ajustável ao longo do tratamento possibilita uma retomada na velocidade do emagrecimento, quando a perda de peso se estabiliza. Por este motivo, com o balão ajustável, o médico pode traçar uma estratégia mais eficaz, de acordo com a resposta de cada paciente ao método de emagrecimento.

Aproximadamente 10% dos pacientes de balão intragástrico abandonam o tratamento por conta de intolerância ao dispositivo. Com o sistema do balão ajustável é possível reverter esse quadro. Isto porque o médico pode optar pelo esvaziamento do balão a qualquer momento do tratamento. Com o balão ajustável os índices de desistência são quase nulos.

Vantagens:

  • Aprovado para 1 ano de uso ininterrupto
  • Único balão com sistema de ajuste de volume
  • Maior adaptabilidade do paciente
  • Taxa de intolerância quase zero
  • Mais conforto e bem-estar
  • Tecnologia de ponta

Quantos quilos posso perder usando o balão?

O procedimento com o Balão Spatz 3 varia entre cada paciente. Desta forma, não é possível afirmar com precisão quanto cada paciente perderá. 

“A medicina é baseada em evidências estatísticas. A média estatística de perda de peso com o balão é de 15 a 20% do peso total. Obviamente, há insucessos com perdas pequenas e também sucessos muito interessantes com perda de até 40% do peso total, índices esses comuns a cirurgias bariátricas. Nós não engordamos por apenas por uma razão e certamente não iremos emagrecer apenas por uma razão” – Dr. Jimi Scarparo.

Agora que você já sabe tudo sobre o Balão Spatz 3 não perca mais tempo e procure o médico mais próximo de você para iniciar uma verdadeira transformação em sua vida. Perca peso com saúde. Com o Balão Spatz 3 você terá mais tempo para mudar seus hábitos alimentares e perder peso com qualidade. 

Para fazer uma avaliação com um médico próximo de você, é fácil.
Faça seu pré-agendamento aqui.


Saiba como emagrecer sem cirurgia

Avatar

Equipe Spatz

coronavirus-e-obesidade

Add comment

Arquivos

Olá! Clique para iniciar o seu atendimento com nossa equipe.

WhatsApp