Spatz3 - Balão Intragástrico Ajustável

Tudo o que você precisa saber sobre o tratamento com balão intragástrico

Tudo o que você precisa saber sobre o tratamento com balão intragástrico

Muito se fala sobre os benefícios do balão intragástrico para o emagrecimento saudável. Mas você sente que as informações sobre o tratamento com o balão intragástrico estão muito dispersas?

Por isso nós estamos aqui para te ajudar!

O Canal Spatz reuniu tudo o que você precisa saber sobre o tratamento com balão intragástrico em um só espaço.

Vamos lá?

O que é o balão intragástrico?

O balão intragástrico é um dispositivo médico fabricado com silicone cirúrgico, resultando muitíssimo resistente e seguro. Projetado para ser inflado dentro do estômago, o balão intragástrico tem a finalidade de preencher espaço e provocar peso. Isto porque seu principal efeito para o tratamento para emagrecer é a sensação de saciedade que causa no paciente. Com isso, reduz-se a ingestão de alimentos e assim há perda de peso, por meio de um programa alimentar assistido.

Uma das vantagens do balão intragástrico é que o procedimento não é cirúrgico. Isso mesmo! O tratamento com o balão intragástrico é realizado por endoscopia, geralmente com sedação leve. A colocação do balão intragástrico dura aproximadamente 15 minutos. Então o paciente é observado por uma hora e pode ser liberado para casa em seguida, dispensando internação. Este método de emagrecimento é considerado pela comunidade médica internacional um dos mais seguros entre uma série de tratamentos disponíveis.

Cheio, o balão intragástrico pode ocupar de um quarto à metade do estômago do paciente. Isso depende da abordagem de cada equipe médica e do tipo de balão intragástrico escolhido para o tratamento.

Tipos de balão intragástrico

Existem hoje aprovados no Brasil basicamente dois tipos de balão intragástrico de preenchimento líquido:

  • Balão intragástrico ajustável
  • Balão intragástrico de volume fixo

A principal diferença entre os dois tipos de balão intragástrico mais utilizados no país é o sistema de ajuste. O balão intragástrico de volume fixo, conforme sua própria denominação, não permite ajuste de volume ao longo do tratamento. Já o balão intragástrico ajustável possibilita diferentes estratégias com o aumento ou diminuição do volume do dispositivo ao longo do tratamento.

O sistema exclusivo do balão intragástrico ajustável permite que a equipe médica diminua ou aumente o volume de forma estratégica. O médico pode optar, por exemplo, por iniciar o tratamento com um volume baixo e aumentá-lo aos poucos. Esta abordagem, de acordo com especialistas, pode evitar desconfortos no início do tratamento para emagrecer. Assim, os médicos oferecem ao paciente um período de adaptação, para se acostumar com a presença do balão intragástrico. Esta é uma forma de reduzir os índices de abandono no início do tratamento.

No caso do balão intragástrico de volume fixo, os médicos costumam inflar o dispositivo até o seu limite. Isto porque ao longo do tratamento o balão intragástrico pode perder volume. Como o de volume fixo não permite que o médico volte a inflar o balão intragástrico quando necessário, essa decisão é tomada para tentar alcançar maior eficácia.

Enquanto isso, o balão intragástrico ajustável pode ser inflado e desinflado conforme o paciente responde ao método de emagrecimento.

Outra diferença importante é o tempo de tratamento. O balão intragástrico ajustável tem permissão para permanecer por até 12 meses ininterruptos no estômago do paciente. Enquanto a maioria dos dispositivos de volume fixo tem de ser retirados em apenas seis meses.

Como saber se sou um candidato ao tratamento com balão intragástrico?

Vontade de emagrecer é praticamente uma unanimidade entre a maioria das pessoas. Mas, quando essa vontade envolve a saúde, a atenção deve ser redobrada. Será que você é um candidato ao tratamento com balão intragástrico?

Uma das maneiras mais simples de saber se você está acima do peso é calcular o seu Índice de Massa Corporal (IMC). O resultado indica se você deve começar a se preocupar em emagrecer por motivos de saúde.

O IMC é uma medida utilizada para identificar a sua margem de peso saudável, conforme sua altura. O IMC acima de 27 kg/m² é um alerta para a saúde e a primeira recomendação é procurar um médico.

Consulta com o médico

Caso o seu IMC esteja realmente acima de 27kg/m², é importante se consultar com um médico que avalie o caso. Após avaliação ele ou ela irá recomendar ou não o tratamento com balão intragástrico. Associado à reeducação alimentar, o balão intragástrico pode oferecer resultados muito satisfatórios, tanto para a saúde quanto estética.

Após a consulta com o gastroenterologista, será preciso realizar alguns exames que garantam a segurança do paciente, eliminando riscos. Por meio dos exames indicados pelo médico e do histórico hospitalar, é possível identificar se o paciente possui alguma contraindicação. O médico pode contraindicar pacientes que já tenham feito alguma cirurgia gástrica ou que possuam algumas doenças específicas. São elas a úlcera péptica, hérnia hiatal significativa, problemas de coagulação do sangue, esofagite grave, uso crônico de antiinflamatórios, alcoolismo ou algum outro problema que possa ser agravado pela colocação do balão intragástrico. Por este motivo, é muito importante que seja realizada uma endoscopia prévia.

Assim que o paciente for liberado para o tratamento, agenda-se a colocação do balão intragástrico. O procedimento é ambulatorial, simples e sem cirurgia. O balão intragástrico é inserido pela boca até o estômago sem cortes e todo o processo pode durar 15 minutos.

E como funciona a alimentação?

A reeducação alimentar é um fator primordial para o sucesso do tratamento com o balão intragástrico. Tomar alguns cuidados desde o primeiro dia é fundamental, por isso recomenda-se o acompanhamento de nutricionista.

Nos primeiros dias, apesar de não ficar internado e receber alta em poucas horas após o procedimento de colocação do balão, o paciente deve ingerir apenas líquidos. O próximo passo é incluir alimentos pastosos, como purês. Dentro de alguns dias o médico libera a alimentação completa, com produtos sólidos.

É preciso fazer exercícios?

A prática de atividade física moderada (ao menos 30 minutos ao dia) está liberada desde o primeiro dia. Manter-se ativo e fugir do sedentarismo, que é muito perigoso à saúde, também é muito importante para o sucesso do tratamento. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é preciso tornar-se um atleta! Fazer caminhadas leves, subir e descer escadas, andar de bicicleta, dançar ou nadar são exercícios suficientes para manter a saúde em dia, desde que feitos com frequência.

Retirada do balão

Após 12 meses de tratamento com acompanhamento médico e reeducação alimentar, chega o momento da retirada do balão intragástrico. Realizada por meio do mesmo procedimento ambulatorial e sem cirurgia, a endoscopia é indolor e sem cortes. O paciente recebe alta poucas horas após o processo, que dura aproximadamente 20 minutos.

É importante ressaltar que os resultados obtidos com o tratamento só terão longo prazo se o paciente colaborar. Hábitos alimentares equilibrados e saudáveis e praticar exercícios físicos diariamente deve ser seu novo estilo de vida.

Canal Spatz

Add comment

Arquivos