Spatz3 - Balão Intragástrico Ajustável

As 3 Dietas mais usadas e porque elas funcionam – ou não

Emagrecer com saúde está diretamente relacionado à mudança de hábitos alimentares. Com tantas informações e dietas disponíveis, é bem provável que você não saiba sequer por onde começar. Para te auxiliar, discorreremos um pouco sobre as dietas mais populares. Mas antes disso, jamais esqueça: a consulta com um profissional é imprescindível. O médico ou nutricionista são os únicos que podem assegurar o melhor plano a seguir. Veja abaixo as dietas mais usadas:

Dieta Detox

A dieta desintoxicante objetiva eliminar substâncias nocivas presentes em nosso organismo. Normalmente, quando há uma alimentação rica em sal, açúcares e conservantes, essas substâncias prejudiciais são encontradas em maiores concentrações.

Existem variações em relação à maneira como essa dieta é conduzida, mas a sua finalidade é sempre a mesma: libertar o organismo das toxinas. A primeira etapa, cerca de três dias, é marcada por ser pobre em calorias e por priorizar ingestão de líquidos. Na segunda fase, que dura em média quatro dias, há aumento na ingestão calórica e introdução de alimentos sólidos.

Um dos pontos positivos dessa dieta é o estímulo ao consumo de alimentos saudáveis, proporcionando melhor equilíbrio nutricional. Junto à restrição de alimentos ricos em açúcares, sal e conservantes, por exemplo, traz ótimos benefícios para a saúde.

A desvantagem, é que, por ser uma dieta restritiva e com baixíssima ingestão calórica (cerca de mil calorias por dia), podem acontecer fraqueza, tontura e até mesmo desmaio. Além disso, ela compromete a absorção de vitaminas importantes para o bom funcionamento do nosso organismo.

Dieta LowCarb

Nessa dieta, a proposta é reduzir significativamente a ingestão de carboidratos. Os alimentos mais indicados são: abobrinha, brócolis, couve flor, acelga, legumes, berinjela, saladas verdes, ovos e alimentos ricos em proteínas (carnes, soja, quinoa) e algumas frutas (abacate, morango, coco)

A vantagem dessa dieta, é que ela realmente apresenta bons resultados se seguida corretamente. A perda de medidas e peso acontece de uma forma rápida e motivadora. Mas infelizmente, sempre há o outro lado! A redução drástica da ingestão de carboidrato pode acarretar uma série de problemas para saúde. Um deles é a diminuição no metabolismo basal que, futuramente, poderá dificultar a perda de peso. Outros sintomas comumente apresentados durante a dieta são: dores de cabeça, letargia, déficit de atenção, cansaço, indisposição e oscilações de humor.

Dieta mediterrânea

Essa dieta se baseia na substituição de gorduras ruins, por boas e não há um cardápio específico. O importante, como em qualquer outra dieta, é alimentar-se de maneira saudável, investindo em frutas, legumes, cereais e fontes de gorduras boas. Evitar produtos industrializados e embutidos colabora ainda mais para o processo de emagrecimento.

Um estudo feito comprovou que a dieta mediterrânea, por ser rica em alimentos que reduzem os níveis de colesterol ruim, diminui em até 30%, o risco de doenças cardiovasculares.

Interessante, não é? Agora que você conhece um pouco mais sobre as dietas mais utilizadas, converse com seu médico e de início ao seu projeto saudável.

Canal Spatz

Add comment

Arquivos