Spatz3 - Balão Intragástrico Ajustável

Da cabeça ao estômago: como funciona o Tratamento com o Balão Intragástrico?

tratamento balão intragástrico

O tratamento com balão intragástrico só é eficiente com a mudança de hábitos que prejudicam a perda de peso

Combater a obesidade é um desafio que vai muito além de dieta e prática de atividade física. É necessária foco, determinação e consciência de que o processo de emagrecimento depende muito do comprometimento de cada um. Não adianta achar que fazer uma cirurgia bariátrica ou utilizar o balão intragástrico, por exemplo, farão milagres para perder peso. 

O sucesso desses tratamentos também está relacionado com a mudança do estilo de vida. Se a pessoa que precisa emagrecer não entende o processo como um todo, qualquer procedimento será inefetivo para o controle da obesidade. É preciso ter em mente que o nosso cérebro é um dos grandes responsáveis pelo sucesso da perda de peso. 

Segundo especialistas, existem vários fatores relacionados à obesidade. Causas genéticas, disfunções hormonais, mas principalmente questões comportamentais. Além disso, há doenças psicológicas e/ou psiquiátricas e estados emocionais que podem servir como gatilho para compulsões alimentares. A depressão, o estresse a ansiedade são exemplos muito comuns. Por isso, não há tratamento eficiente sem que haja o cuidado com cada um desses fatores. 

Balão Intragástrico para controle de peso 

Pessoas que enfrentam problemas para perder peso podem utilizar recursos auxiliares, após tentativas frustradas de perda de peso de forma clínica, ou seja, com dietas e exercícios muitas vezes associados ao uso de medicamentos. Uma das alternativas para combater a obesidade em pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 27 é o uso do balão intragástrico. O tratamento com o balão intragástrico ajustável é um procedimento minimamente invasivo e ambulatorial, não necessitando cirurgia.

Como funciona o balão intragástrico?

Vamos explicar brevemente como funciona o balão intragástrico. 

Primeiro, é importante saber que o balão é na verdade um dispositivo fabricado em silicone cirúrgico. O objetivo do balão é ocupar espaço dentro do estômago, proporcionando maior saciedade com menor ingestão de alimentos. Uma das grandes vantagens é o fato de que a colocação do balão intragástrico não necessita de cirurgia. O procedimento é realizado por meio de uma endoscopia, na qual o balão intragástrico é inserido pela boca e levado até o estômago do paciente. Após estar posicionado corretamente, o balão é inflado e pode ocupar de um quarto à metade do estômago do paciente. O volume do balão depende da indicação médica e do tipo de balão intragástrico escolhido para o tratamento.

Tipos de balão intragástrico

Existem basicamente dois tipos de balão intragástrico: o de volume ajustável e o de volume fixo. A principal diferença entre os dois tipos de balão intragástrico é o sistema de ajuste. O balão intragástrico de volume fixo não permite ajuste de volume ao longo do tratamento. O balão intragástrico Spatz3 é o único do mercado brasileiro que possui sistema de ajuste de volume. Esse sistema permite que o médico aumente ou diminua o volume do balão intragástrico sempre que necessário, ao longo do tratamento. 

Com o sistema ajustável, o médico pode iniciar o tratamento com um volume baixo e ir aumentando ao poucos, de acordo com as etapas do tratamento. Isso ajuda a evitar possíveis desconfortos e facilita a adaptação ao dispositivo. Diferente do modelo ajustável, o balão intragástrico de volume fixo costuma ser inflado ao seu limite. Isto porque ao longo do tratamento o sistema de volume fixo não permite que o médico volte a inflar o balão intragástrico quando necessário. Isso acaba causando uma maior incidência de desistência do tratamento. 

Outro fator que difere um do outro é a permanência do dispositivo no estômago. O balão intragástrico ajustável tem permissão para permanecer por até 12 meses ininterruptos no estômago, enquanto a maioria dos outros devem ser retirados em no máximo seis meses.

Eficácia do tratamento com balão intragástrico

O balão intragástrico só terá bons resultados se o paciente se comprometer a passar por todas as etapas do processo. 

Diferente das dietas milagrosas, comumente divulgadas na internet, o objetivo do balão intragástrico é auxiliar que o paciente emagreça com saúde. Porém, é preciso que o paciente esteja entregue ao tratamento e aja com disciplina no processo de mudança de hábitos.

Modificar a relação com a comida é essencial para o inicio de uma reeducação alimentar. Cuidar da saúde mental, de modo que se evite compulsões alimentares e uma relação emocionalmente desequilibrada com a comida é indispensável. Por isso, o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar se faz tão importante. Essa equipe normalmente é composta por médico, educador físico, psicólogo/psiquiatra e nutricionista/nutrólogo.

Juntos, esses profissionais poderão orientar o paciente para que as mudanças de hábitos, tão necessárias, ocorram de forma correta. 

Essa equipe fará uma avaliação minuciosa sobre o estado clínico, laboratorial e comportamental de cada paciente. Assim, será possível montar uma estratégia que seja eficiente, de acordo com cada caso. 

A questão do auxilio psicológico serve justamente para fazer com que o paciente entenda a necessidade de modificar hábitos e buscar pela melhora da qualidade de vida. O psicólogo ou psiquiatra desenvolve um papel importantíssimo, pois faz com que o paciente em tratamento perceba que parte do sucesso depende também da sua saúde mental e equilíbrio emocional. 

O cérebro é o principal responsável pelo sucesso do tratamento. É ele quem comanda todo o restante. Se o paciente tiver bem claro que se não modificar o estilo de vida e buscar hábitos mais saudáveis, o resultado não será o esperado. O processo de perda de peso pode vir acompanhado de dificuldades e frustrações. Se a pessoa não estiver preparada para lidar com essas questões, o tratamento pode se tornar complicado. 

A principal mudança deve acontecer de dentro pra fora! Não adianta perder peso e não modificar a forma de pensar e agir. Nenhum tratamento para emagrecer apresenta resultados definitivos sozinho. Se não houver comprometimento por parte do paciente, alguns velhos hábitos podem reaparecer. Junto deles, é bem provável que os quilos perdidos também sejam recuperados. O tratamento só será realmente eficaz e duradouro se houver mudança de hábitos. O balão é um dispositivo auxiliar, o paciente é a peça chave o sucesso de perda de peso. 

Se você se interessou pelo SPATZ3, o balão intragástrico ajustável, procure o médico mais próximo e tire suas dúvidas aqui!  

Canal Spatz

Add comment

Arquivos