Spatz3 - Balão Intragástrico Ajustável

Balão Intragástrico: O que posso comer durante o uso do balão?

O que posso comer durante o uso do balão intragástrico? Esse questionamento pode ser frequente e, além de demonstrar dúvidas sobre a dieta correta para pacientes que optaram pelo uso do balão como alternativa de emagrecimento, aponta outra falha importante no processo: a falta de acompanhamento com uma equipe multidisciplinar.

Voiced by Amazon Polly

O que posso comer durante o uso do balão intragástrico?

Esse questionamento pode ser frequente e, além de demonstrar dúvidas sobre a dieta correta para pacientes que optaram pelo uso do balão como alternativa de emagrecimento, aponta outra falha importante no processo: a falta de acompanhamento com uma equipe multidisciplinar. 

Colocar o balão é o primeiro passo para emagrecer, mas o sucesso depende do esforço e dedicação do paciente. Além das consultas com médico, é importantíssimo o papel de outros especialistas neste processo, incluindo o nutricionista. Separamos alguns tópicos para mostrar a importância do papel deste profissional, além de dicas sobre alimentação para pacientes com balão intragástrico.

Leia o artigo sobre antes e depois do balão intragástrico

O que posso comer durante o uso do balão?

Qual é a importância do acompanhamento com um nutricionista?

Os profissionais de nutrição que fazem acompanhamentos de pacientes com uso de balão afirmam que cada pessoa reage de uma forma ao tratamento. Por isso é tão importante esse acompanhamento multidisciplinar.

“A melhor dieta é a que é feita”

– explica o nutricionista Hugo Comparotto*, especialista em obesidade e emagrecimento. Acostumado a trabalhar com pacientes que fazem o uso de balão gástrico, o profissional explica a importância do acompanhamento multidisciplinar.

“O nutricionista vai entender as necessidades do corpo e do metabolismo de forma individual, para assim passar um planejamento adequado para cada paciente. A pessoa que faz uso do balão gástrico já passou por inúmeros tratamentos para tentar emagrecer e a importância do profissional de nutrição é justamente fazer que o paciente entenda o que ele precisa para ter sucesso”


completa Hugo Comparotto.

 Agende uma avaliação agora mesmo com os nossos especialistas.

Qual a dieta ideal para quem faz uso do balão gástrico?

Os pacientes que fazem uso do balão gástrico seguem uma dieta padrão, mas que pode variar de acordo com cada indivíduo. Para facilitar a adaptação com o balão, os primeiros dias incluem uma alimentação a base de líquidos, com volumes pequenos de ingestão para que o paciente se acostume mais facilmente.

  • 1ª fase: Dieta líquida: Água, chá, sucos naturais, caldo de sopa, picolé (ingeridos em volumes de 100ml por hora)

Após os primeiros dias, já é possível avançar para uma dieta pastosa, mas isso vai depender da adaptação de cada pessoa (em alguns casos demora um pouco mais)

  • 2ª fase: Dieta pastosa: ovos mexidos, iogurte, leite (essa fase também dura em torno de sete dias, mas pode ser mais longa dependendo dos casos)

Passadas as primeiras semanas, é muito comum que o paciente já não sinta mais desconfortos e esteja totalmente adaptado ao balão gástrico. Sendo assim, o paciente voltará a ter uma dieta quase normal, com volumes reduzidos.

  • 3ª fase: Legumes amolecidos, carne desfiada ou moída, alimentos mais moles (após esse período, o nutricionista avalia a evolução e passar a inserir alimentos mais rígidos, como bife, e grãos, a exemplo do arroz e do feijão).

Concluindo

É muito importante lembrar que o paciente não passará fome, pois o balão gástrico tem como uma de suas principais características promover a saciedade da pessoa. Sendo assim, especialmente no período das dietas líquida e pastosa, o paciente não sente muita forme, o que ajuda a passar por esse período sem grandes dificuldades.

O que é preciso evitar?

Ao iniciar o processo de emagrecimento usando balão gástrico, o paciente precisa mudar seus hábitos alimentares. Segundo o especialista Hugo Comparotto, líquidos gasosos e alcoólicos são contraindicados, pois anulam os efeitos que o balão proporciona. 

“O paciente deve evitar bebidas gasosas e alcoólicas, pois pode haver redução dos efeitos que o balão traz, que é o de promover maior saciedade, ocasionando em aumento de apetite”

Por isso, o acompanhamento profissional é tão importante. Ao se consultar com um nutricionista, o paciente pode compartilhar experiências pessoais. A evolução da dieta é fundamental e não existe uma regra geral.

Veja mais matérias sobre alimentação no Blog do Canal Spatz.

Vantagens do Spatz 3:

Cada paciente tem uma forma de reagir durante o processo de emagrecimento. Alguns se adaptam mais rápido e outros precisam de mais tempo para se adequar aos novos hábitos. Portanto, quanto maior o período, maiores são as chaces de sucesso. É justamente nesse momento que é possível notar as vantagens das pessoas que optam por usar o Balão Intragástrico Spatz 3. Único balão com sistema de ajuste exclusivo e permanência de doze meses, o Spatz 3 oferece resultados mais expressivos em todos os sentidos.

“As mudanças de hábito não acontecem muito rapidamente. Durante o processo de perda de peso, o paciente vai aprender a controlar a quantidade de alimentos ingeridas ao longo do tempo até que isso se torne algo comum. O nutricionista é importante para auxiliar nas melhores estratégias para a perda de peso e como mantê-las a longo prazo, tendo sucesso no tratamento e emagrecimento”

enaltece Hugo Comparotto.

Além do período maior para adaptação, o Balão Intragástrico Spatz 3 possui um sistema de ajuste exclusivo e que é fundamental para o sucesso do tratamento. Nos primeiros dias, algumas pessoas podem sentir desconforto e o sistema de ajuste permite ao médico iniciar o procedimento com um volume menor e ir aumentando conforme a adaptação do paciente. “Em termos nutricionais, o sistema de ajuste é importante na evolução da dieta do paciente de acordo com suas necessidades”, encerra Hugo. 

Ficou interessado em saber mais sobre o Balão Spatz 3?
Acesse o site e tire todas as suas dúvidas com nossos consultores.

*Hugo Comparotto é formado em Nutrição e Metabolismo pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP) e especialista em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho. O profissional tem ainda especialização em Nutrição Esportiva Funcional pela Faculdade Cruzeiro do Sul/Instituto Valeria Paschoal, em Fisioterapia pela Faculdade Integrada de Araguatins, e aprimoramento em Fisiologia do Exercício pela Universidade Politécnica de Madrid – INEF – Espanha

Avatar

Equipe Spatz

coronavirus-e-obesidade

Add comment

Arquivos

Olá! Clique para iniciar o seu atendimento com nossa equipe.

Fale conosco no WhatsApp