Spatz3 - Balão Intragástrico Ajustável

Balão Gástrico: O guia completo para esta forma de emagrecimento

balao-intragastrico

O balão gástrico é para você? Mais da metade da população brasileira tem excesso de peso, é o que aponta a pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde.

Voiced by Amazon Polly

O balão gástrico é para você? Mais da metade da população brasileira tem excesso de peso, é o que aponta a pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde. Destes, um quarto sofre de obesidade. Mas nem tudo são más notícias! A mesma pesquisa relata que a população passou a ter hábitos mais saudáveis, o que mostra uma preocupação por parte da população para emagrecer.

Mais importante do que perder peso, é fazê-lo com qualidade. Quando o assunto envolve saúde é preciso tomar cuidado. Algumas pessoas optam por dietas malucas e outra alternativas sem saber se o que estão fazendo realmente é saudável e traz bons resultados. 

Como emagrecer com saúde?

Dietas, práticas de exercício, cirurgias e outros métodos de emagrecimento são alternativas buscadas por quem quer perder peso. Muitas vezes nem sempre esses métodos são eficazes e daí vem a pergunta: o que devo fazer? 

Uma das alternativas mais procuradas por quem já tentou outros métodos de emagrecimento e não conseguiu é o balão intragástrico. Apesar de ser um tratamento já bastante conhecido no Brasil, ainda há muitas incertezas sobre o balão intragástrico. Por isso, preparamos esse material para que você tire todas as dúvidas. 

1. O que é o Balão gástrico, como ele funciona e de que forma ocorre procedimento?

O balão intragástrico é um recurso clínico de emagrecimento feito através de procedimento ambulatorial, chamado Endoscopia, sem necessidade de cirurgia. Neste caso, não é necessário nenhum tipo de internação e o tempo de recuperação é mais rápido comparado a outros métodos. 

O balão consiste em uma bola de silicone que é inserido no estômago do paciente, através de Endoscopia. Após a inserção do balão intragástrico no estômago, ele é inflado de modo que ocupe aproximadamente 50% da cavidade gástrica. Ao ocupar espaço e promover peso no estômago, o balão intragástrico funciona como um auxiliar no processo de reeducação alimentar. Ou seja, ele ajuda o usuário a adquirir novos hábitos de vida para emagrecer com saúde e manter o peso saudável, com os objetivos de melhorar sua qualidade de vida e prevenir doenças

Atualmente, a colocação do balão intragástrico é considerada uma das formas mais seguras de tratamento para o sobrepeso e obesidade. O balão intragástrico atua diretamente na longevidade da pessoa que o utiliza, quando ela se compromete com o tratamento e segue corretamente as orientações do médico.

VÍDEO 1: Saiba mais sobre o Balão Gástrico.

2. Tipos de balão gástrico disponíveis no mercado

Atualmente existem três tipos de balão intragástrico disponíveis no mercado brasileiro:

  1. Balão de ar
  2. Balão de líquido não ajustável
  3. Balão de líquido ajustável

O balão de ar oferece mais adaptabilidade ao paciente no início do tratamento, reduzindo dores e desconfortos. Entretanto, justamente por ser mais leve, oferece um grau de saciedade menor, sendo menos eficaz do que os balões de líquido. Além disso, pode oferecer mais riscos ao paciente, pois não possui dispositivo de segurança para casos de vazamento.

Há alguns, foi liberado para nosso mercado o balão intragástrico ajustável. Com tempo de permanência de até 12 meses dentro do estômago, segundo norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Além de poder permanecer mais tempo, o balão intragástrico ajustável possui um sistema exclusivo de ajuste de volume.

Estudos demonstram que a perda de peso com o balão gástrico não ajustável ocorre no máximo até seis meses. Em contrapartida, o balão intragástrico com sistema de ajuste pode promover o emagrecimento por tempo prolongado. Isto porque o paciente tem mais tempo para se acostumar com a mudança de hábitos alimentares e de exercícios físicos. Neste período ocorre também a estabilização do emagrecimento, diminuindo as chances de reganho de peso após a retirada do balão. Outra vantagem do sistema de ajuste do balão intragástrico é o aumento da tolerabilidade.

3. Avaliação com o médico, exames e contra-indicações: saiba quem está apto a colocar o balão gástrico.

Antes de passar pelo procedimento é fundamental que o paciente seja avaliado por um médico e veja se não possui contraindicações. A colocação do balão intragástrico não é recomendada para pessoas que sofram de úlcera péptica, hérnia hiatal significativa, passado de cirurgia gástrica, problemas de coagulação, esofagite grave, uso crônico de anti-inflamatórios e alcoolismo. Daí a importância de se realizar exames laboratoriais e uma endoscopia prévia.

A colocação do Balão Intragástrico é recomendada para pacientes que possuem IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 27kg/m². Porém, o procedimento também é feito em casos de pacientes com IMC entre 30kg/m² e 35kg/m². Não existe ainda uma idade mínima ou máxima estabelecida que impeça o procedimento de balão. 

Calcule seu IMC AQUI!

Caso o seu IMC esteja realmente acima, é importante se consultar com um médico que avalie o caso para recomendar ou não o tratamento com o balão intragástrico, que serve como um estímulo para o emagrecimento e, associado à reeducação alimentar, pode oferecer resultados surpreendentemente rápidos e de longo prazo.

4. Possíveis riscos e complicações do balão gástrico

O tratamento com o balão intragástrico é considerado não invasivo e de baixo risco pela comunidade médica internacional. No entanto, é sempre preciso ficar atento a possíveis riscos e complicações, embora elas sejam muito raras neste tipo de tratamento.

  • O uso do balão pode favorecer úlceras gástricos durante a permanência no estômago do paciente
  • Possíveis intolerâncias. Quando o paciente não se adapta é necessário interromper o tratamento (com o balão ajustável é possível reverter esse cenário, diminuindo seu volume para uma melhor adaptação do paciente)
  • Migração do balão com obstrução do estômago
  • Rompimento do balão – ao observar urina de cor esverdeada o paciente deve, imediatamente, entrar em contato com o médico ou dirigir-se a uma emergência.

Encontre um médico próximo de você.

5. Sistema de ajuste do balão gástrico Spatz 3

O sistema exclusivo do balão gástrico Spatz 3 permite ao médico aumentar ou diminuir o balão gástrico quantas vezes ele julgar necessário. Como já explicamos, o procedimento é feito de forma ambulatorial e leva, em média, 15 minutos..

O grande diferencial do Balão Intragástrico Spatz 3 está no seu exclusivo sistema de ajuste. Esse sistema permite que o médico possa optar por iniciar o tratamento com um volume baixo, podendo aumenta-lo aos poucos, garantindo um emagrecimento gradual e progressivo. 

Estudos demonstram que a perda de peso com o balão gástrico não ajustável ocorre no máximo até seis meses. Em contrapartida, o balão intragástrico com sistema de ajuste pode promover o emagrecimento por tempo prolongado. Neste período ocorre também a estabilização do emagrecimento, diminuindo as chances de reganho de peso após a retirada do balão. Já com o balão gástrico ajustável e permanência de um ano, os resultados de emagrecimento são melhores, pois o paciente tem mais tempo para se adaptar ao tratamento.

Mas o sucesso do tratamento não depende somente do aumento de volume do balão intragástrico. É preciso que o paciente se dedique e se comprometa com o processo de emagrecimento, mudando seus hábitos alimentares e de prática de exercícios. Saiba mais clicando aqui:

Sistema de ajuste Spatz3 para cima

Aumentar o volume do balão ao longo do tratamento possibilita uma retomada na velocidade do emagrecimento, quando a perda de peso se estabiliza. Por este motivo, com o balão Spatz 3, o médico pode traçar uma estratégia mais eficaz, de acordo com a resposta de cada paciente ao método de emagrecimento.

Sistema de ajuste Spatz3 para baixo 

Aproximadamente 10% dos pacientes de balão intragástrico abandonam o tratamento por conta de intolerância ao dispositivo. Com o sistema de ajuste do balão intragástrico Spatz 3 é possível reverter esse quadro. Isto porque o médico pode optar pelo esvaziamento do balão a qualquer momento do tratamento. Com o balão Spatz 3 os índices de desistência são quase nulos.

6. Quanto se emagrece com um balão gástrico

Por se tratar de um procedimento que varia de pessoa para pessoa, não é possível prever com precisão a perda real de peso em cada individuo, como bem explica o Gastroenterologista Jimi Scarparo.

A medicina é baseada em evidências estatísticas. A média estatística de perda de peso com o balão é de 15 a 20% do peso total. Obviamente, há insucessos com perdas pequenas e também sucessos muito interessantes com perda de até 40% do peso total, índices esses comuns a cirurgias bariátricas. Nós não engordamos por apenas por uma razão e certamente não iremos emagrecer apenas por uma razão”

Além disso, existem vários fatores que podem interferir na perda de peso com o balão, entre eles:

  • Idade
  • Sexo
  • Doenças preexistentes que atrapalham a perda de peso
  • Metabolismo individual
  • Distúrbios alimentares não corrigidos ou não identificados como compulsões alimentares
  • Distúrbios psicológicos como depressão e ansiedade
  • Adesão do usuário do balão intragástrico ao tratamento

Confira a entrevista exclusiva com o médico em nosso blog clicando aqui.

7. Como funciona a retirada do balão intragástrico

Após 12 meses de tratamento com acompanhamento médico e reeducação alimentar, chega o momento da retirada do balão intragástrico. Assim como o procedimento de colocação do balão gástrico, a remoção é realizada em ambiente ambulatorial, com sedação leve (sem necessidade de anestesia geral, como em cirurgias). A técnica não é cirúrgica, por isso não envolve cortes, mas endoscópica.

Após a sedação leve (a mesma utilizada em exames simples de endoscopia), o endoscópio é introduzido pela boca para chegar até o estômago. Com o auxílio de instrumentos específicos, o balão gástrico é esvaziado e retirado.

O procedimento de retirada do balão gástrico dura em média 30 minutos e o paciente é liberado em seguida para casa. Por conta da sedação, o ideal é que o paciente evite dirigir e seja acompanhado por um parente ou amigo. 

8. Como evitar ganhar peso após a retirada do balão intragástrico?

Como evitar o ganho de peso após a retirada do balão gástrico? Essa é uma pergunta que muitos pacientes fazem após o fim do procedimento, mas o que poucos sabem é que o tratamento não acaba após esse marco. O fato do Balão Spatz 3 de permanecer até doze meses no estômago dá ao paciente um tempo maior para se adaptar aos novos hábitos e a reeducação alimentar. 

Confira algumas orientações para evitar o ganho de peso após a retirada do balão:

  • Mantenha o acompanhamento com nutricionista: É recomendável pelos especialistas manter o acompanhamento com nutricionista por pelo menos seis meses após a retirada do balão gástrico. Isso te ajudará a manter a alimentação equilibrada e te dará o preparo suficiente para poder seguir sozinha depois. O nutricionista fará uma espécie de “desmame” e te dará as ferramentas necessárias para ter autonomia alimentar. De modo que você sozinha consiga fazer as melhores escolhas para uma alimentação saudável, mantendo os resultados que conseguiu atingir com o balão gástrico.
  • Continue a frequentar o psicólogo: A maioria das clínicas que oferece o tratamento para emagrecer com o balão gástrico tem uma equipe multidisciplinar. Já falamos sobre a importância de manter o acompanhamento do nutricionista, mas também é indispensável continuar a cuidar dos aspectos psicológicos. Por isso, siga com o tratamento por pelo menos mais seis meses, até que se sinta segura o suficiente. Dependendo do caso, a pessoa opta por continuar com a terapia para o resto da vida, com atendimentos mais espaçados. Essa é uma escolha muito consciente para quem sabe que corre o risco de retomar um comportamento compulsivo em relação à comida.
  • Monitore o seu peso: A recomendação dos médicos é que o paciente que passou pelo tratamento com o balão gástrico esteja sempre alerta em relação ao seu peso. É normal que depois de emagrecer a pessoa dê uma relaxada e pare de se preocupar com isso. Mas o ideal é ter uma balança no banheiro ou no quarto e pelo menos uma vez por semana verificar como está o seu peso.
  • Pratique atividade física com regularidade: Não é porque você já emagreceu que pode parar de se exercitar. Muito pelo contrário. Para manter o emagrecimento que conseguiu conquistar com o balão gástrico, é imprescindível seguir com os exercícios diários. Assim, você gaste a energia que consumiu ao se alimentar. O nosso estilo de vida moderno tende a nos levar ao sedentarismo. Trabalhamos no computador, usamos elevadores e escadas rolantes e usamos a Internet para fazer compras. Tudo isso contribui para que nosso corpo fique muito tempo parado. Por isso, é preciso dedicar ao menos uma hora por dia para se mexer! Estudos mostram que esse é um grande diferencial entre as pessoas que voltam a engordar após a retirada do balão gástrico e as que não tem o reganho de peso.
  • Procure um endocrinologista: Para manter o peso é fundamental que haja equilíbrio hormonal em seu organismo. Faça consultas regulares com um endocrinologista que te ajudará a equilibrar os hormônios seja com medicamentos, alimentação ou terapias.

9. É possível colocar balão intragástrico por convênio ou pelo SUS?

O procedimento de colocação do balão intragástrico ainda não é credenciado pelo sus. Também não faz parte do Rol de Cobertura da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) para planos de saúde.

10. Quanto custa um balão intragástrico?

Uma das dúvidas mais frequentes em relação ao tratamento para emagrecer com o balão intragástrico é referente a valores. O que pouca gente sabe é que existem tipos diferentes de balão intragástrico disponíveis no mercado de saúde brasileiro. É isso pode fazer muita diferença no tamanho do investimento.

Além disso, é fundamental que o paciente passe por uma consulta com um especialista. Isto porque antes de tudo é preciso que o especialista avalie se o paciente é um candidato ao tratamento com o balão intragástrico. Se a resposta for positiva, traça um plano de ação que pode envolver diferentes condutas, influenciando nos custos e assim no preço final.

O balão de volume fixo, geralmente possui permissão de apenas seis meses de permanência no estômago. Ele é inserido via endoscopia, inflado até o seu limite e depois permanece com o mesmo volume até o fim do tratamento.

O balão intragástrico Spatz3 é o único do mercado brasileiro que é ajustável em volume. Mesmo depois de ele já ter sido colocado no estômago do paciente. O sistema exclusivo do Spatz3 permite que o médico aumente o volume do balão em um procedimento ambulatorial de aproximadamente 15 minutos. Isso aumenta a eficácia do tratamento.

Além disso, o Spatz3 pode permanecer por até 12 meses no corpo do paciente, dobrando o tempo de tratamento em relação a outros balões disponíveis no mercado. Com esses diferenciais, o paciente tem o dobro de tempo para adaptar-se a um novo estilo de vida, com hábitos alimentares mais saudáveis e a prática frequente de exercícios físicos. Tudo isso com o auxílio e consultoria de uma equipe multidisciplinar de profissionais com expertises variadas e complementares.

Avatar

Equipe Spatz

coronavirus-e-obesidade

Add comment

Arquivos

Olá! Clique para iniciar o seu atendimento com nossa equipe.

Fale conosco no WhatsApp