Digite a palavra-chave

Quando a obesidade vira doença? Como identificar e como tratar?

Bem vindo ao CanalSpatz

Quando a obesidade vira doença? Como identificar e como tratar?

Quando a obesidade vira doença? Como identificar e como tratar?

Qual a diferença entre estar gordinho(a) e obeso(a)? Quando a obesidade vira uma doença que precisa de tratamento?

De acordo com a comunidade médica, é preciso olhar o peso como um fator determinante da saúde e não apenas um valor estético. A obesidade é uma doença e demanda tratamento assim como qualquer outra, pois ela oferece riscos importantes e pode, inclusive, levar à morte.

Pode soar alarmante de mais o parágrafo acima, mas não há outra forma de encarar a obesidade. Portanto, o passo mais significativo para enfrentar o problema com a seriedade que ele requer é começar uma jornada de autoconhecimento, observando seu próprio corpo, tomando conhecimento do quanto os seus hábitos e sua rotina podem afetar sua saúde. O próximo passo é aceitar sua condição e deixar de fingir que ela não existe, encarando-a com mais objetividade.

Sejamos objetivos, então? Vamos lá! Para encarar essa passo, podemos ajudar!

Uma das maneiras mais simples de descobrir se você ultrapassou o limite do sobrepeso para a obesidade é o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), medida internacional usada para identificar o nível de gordura do organismo. O IMC é o resultado da divisão da massa do indivíduo pelo quadrado de sua altura, na qual a massa é representada em quilogramas e a altura em metros. Este índice é tão largamente utilizado que basta digitar “IMC” no Google que uma calculadora específica para este fim aparecerá em seu navegador.

A comunidade médica internacional convencionou que o IMC acima de 30 indica obesidade,

Ok, mas o que eu faço com essa informação?

Caso você tenha feito o cálculo e chegado a esta conclusão, é importante marcar uma consulta com um especialista para realizar um diagnóstico mais completo e profissional. Somente seu médico poderá dizer se você é obeso(a) ou não.

Mas uma das coisas mais bacanas que você pode fazer por si mesmo(a) é se abastecer de informação para chegar ao consultório preparado(a) para discutir com seu médico as possibilidades de tratamento, que serão avaliadas por você e por ele em conjunto. Após a realização de uma avaliação clínica, a análise de seu histórico clínico e exames, vocês dois poderão escolher o melhor caminho para o tratamento da obesidade.

Ótimo! Mas por onde começar?

Comece buscando os tipos de tratamento para a obesidade considerados sérios pela comunidade médica internacional. Você vai descobrir que há quatro principais tipos de tratamento:

  1. Dieta e prática regular de exercícios físicos
  2. Tratamento medicamentoso
  3. Cirurgia Bariátrica
  4. Tratamento com Balão Intragástrico

É importante ressaltar que todas as opções de tratamento demandam uma mudança nos hábitos alimentares e o combate ao sedentarismo, incluindo a prática de atividade física diária na rotina. Entretanto, sabe-se a dificuldade de tratar a obesidade apenas com essas duas frentes de atuação e até mesmo quando se inclui o uso de medicamentos.

Portanto, os dois métodos mais indicados pelos especialistas são a Cirurgia Bariátrica e o Tratamento com Balão Intragástrico, por apresentarem resultados mais rápidos e eficazes.

Informe-se com seu médico sobre esses dois tipos de tratamento. Descubra quais riscos à saúde cada um deles apresenta. Não tenha receio de expor seus medos e aflições. Tire todas as suas dúvidas de modo que tenha certeza da escolha correta para você. A escolha é sua!

Encontre AQUI o médico mais próximo de você e encare este desafio com a certeza de que iniciar mais rápido possível o tratamento da obesidade é o melhor que se tem a fazer para melhorar sua qualidade de vida e se prevenir dos riscos associados a esta doença sistêmica e extremamente perigosa.

Escolha ser saudável! Escolha viver!

Sem comentarios

Post um comentario

Seu endereço de email não será publicado.