Digite a palavra-chave

Exercício físico com prazer!

Bem vindo ao CanalSpatz

Exercício físico com prazer!

Exercício físico com prazer!

Saiba como os hormônios atuam em nosso corpo quando praticamos atividade física e aprenda a obter prazer e saúde juntos!

Só de pensar em praticar exercício físico já te dá preguiça? Não se culpe. É completamente normal e inclusive a ciência hoje já é capaz de esxplicar os motivos pelos quais é tão difícil enfrentar a preguiça.

A preguiça pode estar associada à depressão, se apresentando como um dos sintomas da doença. E aí que está a armadilha, porque o sedentarismo pode levar ao sobrepeso que consequentemente pode levar à depressão. De acordo com uma pesquisa da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, publicada no Journal of Psychiatric Practice, obesos têm 55% mais chances de desenvolver depressão. Obesidade e depressão combinadas tornam o processo de emagrecimento muito mais difícil. Mas é importante alertar! A depressão é um transtorno complexo que demanda um diagnóstico preciso que envolve uma série de sintomas físicos e psicológicos.

E se a minha preguiça não tiver nada a ver com depressão?

Então esforce-se ao máximo para sair do sofá, porque a partir deste momento você só tem a ganhar!

Isto porque os hormônios liberados pela atividade física estão associados a sensações extremamente prazerosas, que podem te tirar desse ciclo vicioso.

Segundo reportagem da revista Super Interessante, a preguiça é uma espécie de mecanismo de defesa do sedentário. Só de pensar em fazer esforço, vem à memória o desconforto que a atividade física pode provocar. Outra armadilha do sedentarismo é que quanto menos você se exercita, mais fraquinhos seus órgãos vão ficando tornando ainda mais difícil praticar exercício. Outra bola de neve!

Então qual é a solução?

Não tem outro remédio: praticar exercício físico e contar com a ajuda dos hormônios, que podem tornar o processo de emagrecimento cada vez menos sofrido até chegar ao ponto de se tornar prazeroso!

Isso mesmo! Emagrecer pode ser prazeroso! Como?

O exercício físico provoca respostas hormonais que influenciam nosso corpo e mente. Isto porque os hormônios são substâncias químicas fabricadas pelo nosso organismo, mais especificamente nosso sistema endócrino, e possuem grande importância para o seu funcionamento. Quando realizamos exercício físico de forma adequada, nossos hormônios agem em conjunto, combinando força física e mental para a realização daquela atividade. Por isso é tão importante o acompanhamento de um profissional capacitado para te orientar em relação à intensidade, o tipo e o tempo do exercício, para que você emagreça com saúde, de forma prazerosa!

Quer entender melhor como esses hormônios atuam no nosso corpo durante o exercício físico? Lá vai…

Hormônio do prazer (endorfina): fabricada na hipófise, a endorfina tem este apelido porque provoca uma sensação de recompensa e bem-estar no organismo, durante e principalmente após a atividade física. Ela está associada ao relaxamento, alívio e contentamento generalizados. Ao ser liberada no corpo, a endorfina aumenta a disposição física e mental, reduzindo dores e fadiga. A endorfina é a maior aliada de quem quer emagrecer com saúde, porque ela aumenta a motivação e a performance para o exercício físico, tornando-o prazeroso a ponto das pessoas se tornarem “viciadas” na atividade física, sentindo falta quando ficam um tempo sem praticar.

 

Hormônio do crescimento (GH): além de ser um hormônio muito importante na transformação de energia em músculos e outras estruturas físicas, ele estimula diretamente a queima da gordura. Quanto mais intenso for o exercício, maior a quantidade liberada deste hormônio, um super aliado do emagrecimento saudável.

Hormônios da força (adrenalina e noradrenalina): são hormônios que atuam em conjunto melhorando o metabolismo, aumentando o gasto energético. Nas atividades físicas, a adrenalina é liberada para preparar o corpo para os grandes esforços que os movimentos exigem. Ela acelera a queima de gordura e libera grande energia para os músculos que estão trabalhando.

Hormônios da energia (glucagon e insulina): durante a atividade física, os níveis de glicose no sangue vão diminuindo, gerando energia através do fígado, aumentando os níveis de glucagon. Quanto maior a duração do exercício físico, maior a liberação de glucagon. Com a insulina ocorre o oposto: ao longo do exercício os níveis de insulina diminuem. Sendo assim, o exercício físico é importante para prevenir e tratar o diabetes, facilitando a captação de glicose e diminuindo os níveis de insulina.

Gostou? Ajudamos a te motivar a começar a praticar exercícios?

Caso você ainda esteja inseguro, procure um médico para iniciar um tratamento para emagrecer que leve em conta a atividade física, a reeducação alimentar e o controle hormonal, como o balão intragástrico ajustável. Com acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, fica muito mais fácil emagrecer com saúde!

 

Sem comentarios

Post um comentario

Seu endereço de email não será publicado.